Emagrecer com Saúde

Fluoxetina para que serve

plano detox

O transtorno bipolar, assim como o transtorno obsessivo compulsivo (o popular TOC), bem como diversos outros transtornos que acometem cada vez mais pessoas no mundo moderno, são problemas mais incompreendidos do que se imagina.

Uma prova disso é quantidade imensa de pessoas que gosta de postar nas redes sociais que apresenta algum tipo de ligação com algum desses transtornos, sendo que o transtorno bipolar é o mais utilizado, como se houvesse algum tipo de glamour nisso.

Pois para aplacar o sofrimento de quem sofre de alguns desses transtornos, há uma série de medicamentos controlados que são comercializados, e cujos efeitos também ainda não são totalmente compreendidos pelas pessoas.

fluoxetina para que serve

Um desses medicamentos é a fluoxetina, que é a base de um poderoso antidepressivo, muito utilizado para o tratamento dos transtornos aqui citados e para muitos outros.

História da Fluoxetina

A história da fluoxetina como medicamento para o tratamento de transtornos como o TOC, ou o transtorno bipolar, teve inicio em 1970, após um estudo feito pela dupla Bryan Molloy e Robert Rathburn.

Esse estudo foi realizado nos laboratórios da grandiosa corporação farmacêutica Eli Lilly, e acabou levando à sintetização da fluoxetina, que passaria a ser comercializada sob o nome de Prozac, o qual ficaria mundialmente conhecido.

Em 2001, a patente da Eli Lilly sobre o nome Prozac se expirou, o que gerou a quebra dessa patente, e consequentemente, inundou o mercado com uma série de medicamentos genéricos feitos à base de fluoxetina.

Com isso, os medicamentos antidepressivos feitos à base de fluoxetina acabaram por responder pela maior parte das receitas prescritas, tanto nos Estados Unidos, onde no geral, aparece na terceira colocação entre os medicamentos mais consumidos, e no mundo como um todo.

Indicações e efeitos colaterais da Fluoxetina

A fluoxetina é alvo de muitas controvérsias, pois há quem defenda o medicamento, mas há também quem aponte para seus efeitos colaterais.

Pois é importante, antes de definir uma opinião acerca do medicamento, saber quais são as indicações e quais são os efeitos colaterais.

O medicamento é muito indicado para o tratamento de transtorno bipolar, transtorno obsessivo compulsivo, síndrome do pânico, transtornos alimentares (como bulimia nervosa e anorexia), entre outros, tendo sempre apresentado bons resultados.

No entanto, há uma série de efeitos colaterais que acabam por tornar as coisas não tão simples assim, na hora de se definir se a fluoxetina é eficaz ou não.

Entre os principais estão os seguintes: pode causar insônia (em alguns casos pode causar o oposto, ou seja, o excesso de sono), aumento de ansiedade/nervosismo, fadiga corporal e mental, sensação de fraqueza, pode influenciar no aumento do apetite, o que pode levar à obesidade em alguns casos, também pode ocasionar a perda de apetite em algumas pessoas, náuseas e diarreia, e por fim, tremores pelo corpo.

Com base nisso, é importante, tanto para o paciente, quanto principalmente, para o médico, que todos os benefícios e todos os efeitos colaterais sejam levados em conta antes de se fazer uso dessa substância, que pode ser muito benéfica ou, então, catastrófica.

Veja Aqui outro Artigo sobre Fluoxetina

Fluoxetina para que serve
5 (100%) 3 votes

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.